8 de dez de 2009

Bem Casado!

Gente o fato é, eu adoro Bem Casado... A combinação daquela massa fofinha com o recheio de doce de leite e uma fina camada de açúcar crocante são de encher a boca... Mas o que esse doce tem, além do gosto, que o faz indispensável nos casamentos?

A tradição conta que saboreá-lo após fazer um pedido é garantia de ser atendido e viver a mesma felicidade dos noivos...(Não é lindo). Além disso, ele resume, simbolicamente, a predestinação do homem e da mulher para se unirem e ficarem juntos para sempre, com base na crença cristã de que Deus criou Adão e depois Eva para que não fossem duas pessoas, mas, juntas, se tornassem uma só. Ele representa duas partes que se unem e são seladas pela cumplicidade e respeito mútuo – o que se deseja que seja o cotidiano da família que acaba de se formar. (Não sei se é verdade mas na dúvida faço questão de ter Bem Casado no meu casamento)

O Bem Casado nasceu em Portugal e chegou ao Brasil junto com família real como uma iguaria exclusiva da realeza. Naquela época a população era pequena e eram grandes os desafios de desenvolvimento, que necessitavam de uma aceleração no crescimento populacional – as pessoas precisavam se casar e ter filhos para que o país crescesse junto. Para incentivar os jovens a formarem uma família, o Bem Casado foi uma estratégia de popularizar a idéia do casamento como uma decisão tão prazerosa quanto o doce. Inicialmente, o doce possuía no meio uma camada de ovos moles, uma mania lusitana. Hoje o que não faltam são opções de recheio. Eu já comi de limão, doce de leite, leite condensado e fiquei sabendo que existe de nozes, mas vale o que a imaginação do mestre confeiteiro mandar e o gosto do freguês desejar!!!
Fonte
http://www.noivaspb.com.br/
http://www.casamentoecia.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário