16 de set de 2010

Bebidas


Além da tradicional cerveja e refrigerante foi servido um Vinho Tinto e um Pró-seco. Mais exatamente um Lambrusco. Para quem não sabe Lambrusco é uma espécie de pró-seco, um vinho frisante produzido na Itália, principalmente na região de Modena (Reggio Emilia). Decidi pelo Lambrusco primeiro pelo preço. Enquanto um Champagne custa em média 25 reais, o Pró-seco R$ 20 o Lambrusco custa R$15 e o melhor se você tem alguém para te orientar existem Lambruscos mais saborosos e de melhor qualidade do que os nossos Champanges nacionais.

Já o Vinho Tinto foi definido pelo meu pai que o verdadeiro expert no assunto. Ele escolheu um vinho tipo Pinot Noir. Este vinho é feito da uva Pinot Noir originária da Borgonha na França. É uma uva tão antiga que os especialistas afirmam que ela tem mais 02 mil anos. Os primeiros registros de seu cultivo remetem aos Gauleses em torno de 150AC. Uma curiosidade é que o Champagne, original, feito na região de Champagne na França é feito somente de Pinot Noir.

Características
Em linhas gerais, os aromas primários mais encontrados são: frutas vermelhas (cereja, framboesa, morango, ameixa), florais (violeta, rosas), especiarias (alcaçuz, açafrão, canela, orégano, chá verde) outros (vegetação rasteira, terra molhada, chão de terra, almíscar, azeitona preta). Com o tempo de guarda, os melhores vinhos podem apresentar: amadeirados (sândalo, incenso, cedrinho, caixa de charutos), animal (couro velho, suor), outros (ervas, especiarias, funghi, trufa). *Isso é o dizem os especialistas eu não entendo nada disso! A marca foi Alfredo Rocca. Um sucesso. Para vocês terem uma noção sobrou somente 5 garrafas. O meu fornecedor foi a Casa Flora!

Mas o ponto alto foi o rótulo personalizado. Criado pelo Alessandro (o mesmo que fez os convites) ficou lindo. Assim além de decorar as garrafas ajudou a fazer o controle já que todas as garrafas eram numeradas.



*http://www.revistadanoiva.com.br/conteudo.asp?cod=22

Nenhum comentário:

Postar um comentário